Partilhar
Partilhar em:

De onde vem o gim

De onde vem o gim

O gin sempre foi uma bebida conhecida, mas até agora nunca tinha sido das mais populares. A febre do gin tônico tem feito que cada vez mais pessoas optem pelo gim, que muitas vezes passa à frente do rum ou whisky, tradicionalmente os licores mais procurados. Esta bebida alcoólica entre 37º e 47º tem uma longa tradição, sobretudo nos Países Baixos e no Reino Unido, algo que fez com que sua preparação e fabricação tenha variado ao longo dos anos, chegando ao que é na atualidade, onde podemos distinguir entre dois grandes tipos de gim. Mas, de onde vem o gin? Em termos gerais, podemos dizer que vem da cevada, que se destila sem malteação, à qual lhe adicionam diferentes ervas aromáticas que lhe dão esse aroma característico. Se quer conhecer mais sobre esta bebida neste artigo de umCOMO explicamos tudo.

Também lhe pode interessar: De onde vem a vodka

Como se elabora o gim

O gin é elaborado a partir da destilação de diferentes cereais, milho, cevada e malta, aos quais adicionam as bagas de zimbro e outras ervas aromáticas dependendo do tipo de gim e da marca que o destile. Existem dois grandes tipos de gim, com dois processos diferentes de fabricação e com dois resultados finais notoriamente diferentes:

  • O gim holandês costuma receber o nome de geneva, jenever, Genebra ou Hollands. Este tipo de gim é feito a partir de um terço de malta fermentada e diferentes tipos de álcool de baixa graduação. Uma vez finalizado seu processo de destilação, mistura-se com diferentes aromatizantes e volta-se a destilar para obter o produto final, que tem uma graduação de 45º. O gim holandês retém o sabor e o aroma da malta.
  • Por sua vez, o gim britânico, também chamado de dry gin ou London dry elabora-se de forma diferente, tendo um resultado final diferente. Este gim provém também da malta e cereais fermentados, mas retificado com álcool de alta graduação para diluir seu sabor. Mais tarde reduz-se com água e mistura-se em recipientes com diferentes aromatizantes e volta-se a destilar. Por último, vai se reduzindo para obter uma graduação ao redor de 45%.

Ao gim britânico, o dry gin, adicionam-lhe outros aromatizantes para fazer variações no sabor de cada produto, e cada marca tem suas próprias receitas e proporções. Alguns dos aromatizantes mais usados são os morangos, o coentro, o anis, o cardamomo ou o limão.

Outra coisa que diferencia as duas variedades é que, enquanto o gim holandês se costuma tomar puro ou com gelo, o gim britânico está pensado para acompanhar outras bebidas, com as quais se reforça seu sabor e virtudes. A tônica é sua companheira por excelência, mas há muitos coquetéis que têm o gim como sua base, por exemplo, o Tom Collins ou o Gibson.

Nos seguintes artigos do umCOMO explicamos para você como preparar um gin tônico e como preparar um gim tônico floral.

Origem do gim

Para procurar as origens do gim temos que voltar até à Holanda do Século XVII. Ali, um boticário que se chamava Leiden misturou o gim que se consumia naquela época, que era de mau gosto e de muito baixa qualidade, com bagas de zimbro para tentar suavizar seu sabor.

A essa nova bebida chamou-se jenever, que em português se adaptou a gim. Nos finais do século XVII, os soldados ingleses que estavam destinados à Holanda viram os efeitos do gim na população local: esta bebida era utilizada como remédio contra a peste negra e levaram a receita para a Inglaterra. O gim foi rapidamente adotado pelas classes baixas inglesas, que o destilavam em suas próprias casas e que no século XVIII já era a bebida nacional por excelência.

Com o tempo foi evoluindo seu modo de fabricação e os ingleses adaptaram-na aos seus gostos pessoais, dando lugar ao que conhecemos como Gin ou London Dry.

A época dourada do gim

Como pudemos ver, o gim é uma bebida muito antiga, que se manteve mais ou menos inalterável durante muitas décadas. Curiosamente, foi nos últimos 20 anos quando este destilado deu um grande passo em frente, vivendo a maior evolução de sua história.

Atualmente, estamos vivendo o momento mais criativo entre os fabricantes de gim, procurando a inovação e encontrar novos sabores, texturas e aromas, misturando diferentes botânicos e levando-o a um novo nível.

Se deseja ler mais artigos parecidos a De onde vem o gim, recomendamos que entre na nossa categoria de Comida e Bebida.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre De onde vem o gim

O que lhe pareceu o artigo?

De onde vem o gim
1 de 2
De onde vem o gim